quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Iswari 20% Desconto - HOJE


Olá! Para os fãs da Iswari hoje tenho esta super surpresa!! :D

Hoje, e só hoje o código: mama_paleo, não vale os habituais 10% de desconto, mas sim 20% em compras online! :D

Eu pessoalmente vou aproveitar o pack pequeno buda, o xilitol para as sobremesas de natal ( a embalagem de 1kg sai bemmm mais em conta do que a de 250gr, mais uma embalagem de spirulina em comprimidos para mim, chorella para o marido e reabastecer o baobab, camu camu, moringa, cacau crú e manteiga de cacau e guaraná :D ah e o meu buda de maca baunilha 😍


Passem por lá e aproveitem! https://www.iswari.com/pt/pt/ <3



quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Pãezinhos de Abóbora e Noz

Descobri umas formas giríssimas na Sweet Selection para fazer pães de "leite", têm o tamanho ideal para quando o meu filho começar a ir para a escola :D
Bem a ideia era pães de leite lol, mas continuo a ter imensa abóbora em casa e ontem, seguindo a sugestão de uma seguidora da página, resolvi fazer pãezinhos de abóbora e noz.
Ficaram deliciosos, e o toque das nozes picadas que se vão encontrando entre uma dentada e outra é maravilhoso!




Ingredientes: (rende 5 pãezinhos)

1 ovo médio
325grs de abóbora descascada, em cubos (depois de cozida e escorrida deve ficar com cerca de 250grs de abóbora)
100grs de polvilho azedo
50grs de polvilho doce
50grs de farinha de amêndoa
40grs de farinha de coco ou sarraceno
40grs de linhaça moída 
2 colheres de sopa de nozes picadas
1 colheres de sopa de azeite ou óleo de coco
1 colher de chá de fermento em pó sem glúten 
sal a gosto

Sugestão: juntar um pouco de mel ou xilitol, e fazer uma versão doce



Preparação:

(Com o Cuisine Companion)

Verter 600mls de água na taça. Colocar a abóbora no cesto de vapor. Cozinhar no programa a vapor P1, cerca de 20min (ou até estar cozida - tempo pode variar um pouco, dependendo do tamanho dos cubos).

Retirar a água da taça, deixar a abóbora arrefecer e em seguida espremer bem o excesso de água.

Colocar a lâmina de amassar/triturar, juntar a abóbora, o ovo, o sal e o azeite e transformar tudo em puré na velocidade 8, durante 50 segundos.


Juntar as farinhas e o fermento e amassar na velocidade 7, durante 1minutos e meio. Juntar as nozes picadas e amassar na velocidade 7, mais 1 minuto, até obter uma massa homogénea.

Retirar a massa e preencher 2/3 das forminhas ou moldar pequenas bolas e colocar num tapete de silicone tendo em atenção que irão quase duplicar o tamanho após cozinhadas. 

Decorar com nozes (pode também juntar sementes - coloquei sésamo) e levar a forno pré-aquecido a 190º durante cerca de 35min ( ou até estarem cozinhadas, pode variar um pouco dependendo do tamanho que conferir aos pãezinhos)

Deixar arrefecer um pouco antes de cortar.



(Sem Robot)

Cozer a abóbora cerca de 20min (ou até estar cozida - tempo pode variar um pouco, dependendo do tamanho dos cubos).

Colocar num escorredor, deixar a abóbora arrefecer e em seguida espremer bem o excesso de água.

Juntar a abóbora, o ovo, o sal e o azeite e transformar tudo em puré com a varinha mágica.

Juntar as farinhas e o fermento e misturar muito bem. Juntar as nozes picadas e envolver na massa.

Retirar a massa e preencher 2/3 das forminhas ou moldar pequenas bolas e colocar num tapete de silicone tendo em atenção que irão quase duplicar o tamanho após cozinhadas. 


Decorar com nozes (pode também juntar sementes - coloquei sésamo) e levar a forno pré-aquecido a 190º durante cerca de 35min ( ou até estarem cozinhadas, pode variar um pouco dependendo do tamanho que conferir aos pãezinhos)

Deixar arrefecer um pouco antes de cortar.



segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Coxinhas de Galinha Paleo

A minha amiga Soluções Perfeitas - TW, mostrou-me há dias um kitchen gadget novo e não resisti a meter-lhe a mão! Chama-se Chini Party  e é super prático para fazer almôndegas recheadas, bolinhas doces com recheio, coxinhas, etc ( vejam o vídeo).
A primeira experiência foi com algo que adorava e já não comia há muitos anos: Coxinhas de Galinha 😍 Ficaram fantásticas, bem melhor do que estava à espera, para ser sincera! Podem, também, fazer só com legumes ou outro tipo de carne ou peixe :)





Ingredientes:

Para cozer o frango:
Meio frango
1 cebola
1 cenoura
Alho
Salsa
500mls de água
Sal Pimenta

Para o Refogado:
1 cebola média picada
1 cenoura média ralada
1/2 raminho de salsa picado
1 dente de alho ralado
1 colher de café de pimentão doce
1 colher de café de cominhos
1 colher de café de gengibre em pó
1 colher de café de caril
Sal e pimenta
Azeite
1 concha da água da cozedura do frango

Para a Massa:
400grs de mandioca
100grs de batata doce
Fio de azeite
Sal
Pimenta
(Polvilho doce ou farinha de trigo sarraceno para trabalhar a massa caso seja necessário)



Preparação:

Cozi o meu frango (caseiro) 10horas na slowcooker com água, sal, pimenta, 1/2 ramo de salsa, 1 cenoura partida em 3, 1 cebola inteira descascada e dente de alho.  Pode fazer na panela de pressão, cerca de 50 minutos ( frango de aviário coze mais rápido).

Retirar o frango, desfiar e reservar a água da cozedura.



Numa frigideira colocar azeite, juntar a cebola, cenoura e alho. Alourar 1 minuto e juntar o frango desfiado, as especiarias e a salsa bem picada. Adicionar o caldo e meter o lume no médio. Mexer até o caldo evaporar por completo. Deixar arrefecer.

Cozer a mandioca e a batata doce até ficarem bem macias. Escorrer a água, deixar arrefecer e secar bem. Juntar o azeite e os temperos e converter em puré. Caso precise de dar mais alguma consistência junte uma colher de sopa de polvilho ou trigo sarraceno e mexa bem.


Usar polvilho para secar as mãos e conseguir trabalhar melhor a massa.

Untar a forma ( chini party) colocar a massa, pressionar por forma a ficar oca no meio, rechear, tapar a abertura com mais massa e passar por farinha de mandioca.

Levar as coxinhas a dourar no forno a 180º cerca de 35 minutos, ou fritar na Actifry ou com óleo de coco.

Dica: também pode fazer em quantidade, congelar e fazer posteriormente.



sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Tarte (Tartelete) de Abóbora

O meu sogro ofereceu-me uma abóbora bio enorme!! Por mais sopas, purés e companhia que faça, cada vez parece que tenho mais abóbora lol e congelar está fora de questão porque ia ocupar o congelador todo 😅

Este fim-de-semana resolvi fazer um pequeno mimo doce para a sobremesa de domingo. Uma delíciosa tarte de Abóbora com uma massa super estaladiça que lembra um misto entre massa quebrada e massa folhada 😍

Usei umas formas de mini tartes que deixam a massa ainda mais crocante! Estão em promoção na Sweet Selection :D O link é este caso tenham interesse.






Ingredientes:

Massa:

300grs de mandioca 
100grs de batata doce
Colher de sopa de azeite 
2 colheres de sopa de farinha de amêndoa 
1 colher de chá de fermento sem glúten para bolos 

Polvilho doce para trabalhar a massa

Recheio:
500grs de abóbora (usei fradinho)
1 colher de sopa de óleo de coco
1 ovo (opcional caso não possa consumir ovos)
1 estrela de anis 
30grs de xilitol (ou a gosto) usei da Iswari - código "mama_paleo" oferece 10% de desconto em compras
1 pau de canela 
6 colheres de sopa de amêndoas e nozes picadas - usei da Pick One Snack
2 colheres de sopa de farinha de amêndoa 
Pitada de sal

( caso se trate de crianças utilize mel ou pasta de tâmaras em vez de xilitol)




Preparação:


Massa: 
Colocar cerca de 600mls de água na taça e adicionar a mandioca e a batata doce em cubinhos pequenos. Cozer a 100o, durante 25minutos, sem velocidade.

Escorrer bem a água e deixar a batata e a mandioca secarem.

Colocar a lâmina de amassar/triturar, juntar a batata doce e a mandioca, o azeite, a farinha e o fermento e amassar na velocidade 12, 1 minuto e meio.

Retirar a bola de massa. Colocar polvilho nas mãos e na bancada. Estender a massa com o auxílio de um rolo. 
Forrar as formas e levar ao forno pré-aquecido a 180o,cerca de 15 min.


Recheio:
Colocar o acessório misturador na taça e juntar a abóbora, óleo de coco, xilitol, a estrela de anis e o pau de canela. Cozer a 80o, durante 30min, a velocidade 2.

Retirar o pau de canela e a estrela de anis. Tocar o acessório misturador pela lâmina de amassar/triturar. Escorrer a calda (pode usar para pincelar a massa antes de levar ao forno).Juntar o ovo e a farinha de amêndoa. Mexer na velocidade 8, durante 1minuto e meio.

Juntar os frutos secos picados e rechear as mini-bases de tarte.

Levar a forno pré-aquecido a 180o cerca de 25 a 30minutos.



Sem Robot

Massa: 
Cozer a mandioca e a batata doce em cubinhos pequenos até estarem macias.

Escorrer bem a água e deixar a batata e a mandioca secarem.

Colocar a batata doce e  a mandioca bem esmagadas em puré, junto com o azeite, a farinha e o fermento e amassar até obter uma massa elástica e maleável. 

Colocar polvilho nas mãos e na bancada. Estender a massa com o auxílio de um rolo. 

Forrar as formas e levar ao forno pré-aquecido a 180o,cerca de 15 min.




Recheio:
Colocar a abóbora em cubinhos numa panela junto com o óleo de coco, xilitol, a estrela de anis e o pau de canela e deixar cozer lentamente até a abóbora estar bem cozida.

Retirar o pau de canela e a estrela de anis. Escorrer a calda (pode usar para pincelar a massa antes de levar ao forno).Juntar o ovo e a farinha de amêndoa e triturar tudo com a varinha mágica.

Juntar os frutos secos picados e rechear as mini-bases de tarte.

Levar a forno pré-aquecido a 180o cerca de 25 a 30minutos.




quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Osso Buco Oriental com Marmelo

Hoje deu-me para inventar algo diferente para o almoço. Comecei por pensar fazer osso buco estufado com batata doce, depois pensei metê-lo na slow e fazer uma sopa simples, depois resolvi metê-lo na panela e fazer um misto entre sopa e estufado. A coisa podia te dado para o torto, arrisquei com alguns sabores fortes, mas a verdade é que (a meu ver) o resultado é delícioso, reconfortante, quente e exótico. Certamente a repetir, durante este inverno 💓

A carne? Essa, claro só podia ser do Solar da Giesteira! 😍 Isenta de hormonas e conservantes e com um sabor imbatível.❤







Ingredientes:

4 rodelas de osso buco
2 marmelos médios
1 tomate médio bem maduro
2 cebolas médias em meias luas
2 dentes de alho
1 cenoura grande em rodelas não muito grossas
2 colheres de sopa de caril
1 couve coração pequena 
1 colher de chá de gengibre em pó
1 colher de chá de sementes de coentros em pó
1 malagueta
4 colheres de leite de coco
400mls de agua
50mls de vinho branco
5 colheres de sopa de azeite
raspa de um lima pequena
sal e pimenta q.b




Preparação:

Selar o osso buco numa frigideira com um pouco de banha ou azeite.

Tirar a pele e as grainhas ao tomate e triturar.

Colocar o osso buco na panela, junto com todos os ingredientes excepto o leite de coco e a raspa de lima.

Deixar cozer muito lentamente, cerca de 1hora ou até a carne ficar tenra.

Juntar o leite de coco e a raspa de lima, mexer bem e desligar.

Nota: na slow cooker deixar cerca de 10horas. Após cozinhado, retirar parte do caldo juntar o leite de coco e a raspa, deixar cozinhar cerca de 5minutos numa panela à parte e juntar tudo na slow.












domingo, 5 de novembro de 2017

Sonhos de Abóbora Paleo

Desde que casei que Natal, entre outras coisas, é sinónimo de Sonhos do meu sogro. Faz uns sonhos fantásticos, tanto doces como salgados com bacalhau 😍
Contudo, após descobrir a minha intolerância ao glúten, nunca mais comi sonhos. Este ano, resolvi testar uma receita que tinha em mente e tentar ter sonhos paleo na mesa de Natal. E hei-los, fofos, leves e deliciosos!
Esta é a versão rápida que nem precisa levedar, a outra irei colocar brevemente :)



Ingredientes:

350grs de abóbora crua
30grs de xilitol (usei da Iswari - código mama_paleo dá 10% de desconto em compras no site)
1/2 pau de canela
casca de laranja
2 ovos
1 colher de sopa de óleo de coco
80grs de fubá de mandioca
50grs de farinha de amêndoa
50grs de polvilho doce
20grs de farinha de sarraceno
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de vinho do porto ou aguardente
1 colher de chá de fermento
raspa de uma laranja




Preparação:

Cozer a abóbora com o xilitol, a casca de laranja, o 1/2 pau de canela e o óleo de coco, até estar bem macia.
Retirar o pau de canela e a casca de laranja. Triturar a abóbora.


Misturar todos os ingredientes secos. Juntar os ingredientes líquidos ao puré de abóbora. Adicionar as farinhas e mexer muito bem.
Aquecer óleo de coco ou banha e fritar pequenas colheradas de chá da massa, até ficarem douradas.

Polvilhei as minhas com canela em pó e xilitol.


Sugestão: acho que também devem ficar muito bons com algumas nozes e amêndoas picadas na massa

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Aveia com Fruta e Frutos Secos

Apesar de não serem considerados propriamente paleo, não vejo nada de errado em, ocasionalmente, dar Quinoa, Millet e Aveia Germinada ao meu filho, assim como Arroz Biológico (Sendo este último bem mais pobre em nutrientes que os primeiros 3 e por isso sempre confeccionado com muiiiitos legumes). Destes 4, só não consumo arroz porque não há uma grande compatibilidade entre ele e o meu estômago lol, mas gosto muito de Quinoa, e dado que ainda amamento acho que a Aveia até pode ser um bom aliado de vez em quando (sempre sem contaminação de glúten e se possível germinada).

Os lanches e pequenos-almoços do meu filho costumam ser muito variados, o de hoje está recheado de coisas boas para o sistema imunitário, porque o inverno está a chegar e com ele as constipações, gripes e companhia😩
Costumo variar  as frutas, os frutos secos e os super alimentos. Este é só um exemplo.




Ingredientes:

100ml de leite de amêndoa (Tb podem usar leite materno/Leite de coco/Iogurte de coco)
3 colheres de Aveia Germinada (usei da Iswari*) ou flocos de trigo sarraceno
2 colheres de Pequeno Buda de Alfarroba (Usei da Iswari*)
1 noz picada
2 amêndoas picadas
1/2 kiwi
3 morangos picados
1 colher de café de pólen (usei biológico da Biocavadinha Natura**)
1 colher de café de nibs de cacau (Usei da Iswari*)
1 colher de café de Camu Camu (Usei da Iswari*)
1 colher de café de Baobab (Usei da Iswari*)

*Código Mama_Paleo dá 10% de desconto em compras online no site da Iswari
** Código Mama_paleo dá desconto de 5% em compras superiores a 10€ é código mamapaleo1 dá 10% de desconto em compras na BioCavadinha Natura


Preparação:

Meter tudo numa taça e servir de imediato (o meu filho gosta de textura/crocância tem mesmo que ser  comido misturo tudo lol 😝) Tão delicioso como simples de fazer :)

Folium Cosmética Natural

Chegou a minha encomenda da Folium Cosmética Natural 😍 produtos 100% naturais, biológicos e de fabrico artesanal! 

Para mim, Paleo vai muito além daquilo que comemos. Muitas vezes esquecemo-nos de que a pele é o nosso maior órgão. Diariamente enchemos o nosso corpo e o dos nossos filhos de químicos e substâncias tóxicas sem sequer termos noção disso, tanto com produtos de higiene, como, por exemplo, com utensílios de cozinha feitos com materiais nocivos para a saúde. Para ser sincera, também só ganhei essa noção, quando engravidei, antes confesso que nem pensava muito nisso. 
Há algum tempo atrás descobri  a Folium Cosmética Natural e fiquei super fã! Dei por concluída a minha "busca" de produtos de higiene e cosmética naturais. ( Agora quero descobrir maquilhagemmmmmm :p ) Adoro as explicações que me dão, a ajuda, a simpatia e o carinho e cuidado com que prepararam tudo. ❤  Por

Por esse motivo convidei-os para uma parceria, produtos e empresas como estes merecem ser apoiados e divulgados!
O código Mpaleo dá DESCONTO de 10% em compras na Folium Cosmética. Podem pedir ajuda por mensagem ou por telefone e explicar-lhes quais as vossas necessidades específicas, os produtos são preparados de acordo com isso 🙂 (exemplo: tipo de cabelo ou pele, idade (bebés incluídos), aromas, problemas de pele tipo acne, psoriase, etc ).
O leque é super vasto: pasta de dentes, champô, amaciador, esfoliante facial/corporal, máscara de cabelo, balsamos labiais, desodorizantes, serúm para pontas espigadas, after-shave, anti-idade, produtos para bebé, etc e se não tiverem criam um novo!

Se experimentarem, deixem o vosso feedback :D



terça-feira, 24 de outubro de 2017

Pãezinhos de Batata-Doce

O meu filho hoje lembrou-se a pedir pão, acho que deve ser porque tem o último 2o molar a rasgar e as côdeas aliviam a "comichão". Lá fomos os dois para cozinha e saíram estes pãezinhos lindos, sem glúten e sem lactose. Fofos por dentro e com uma maravilhosa côdea estaladiça.

Inspirei-me na conhecida receita vegan de pães de queijo sem queijo que circula na internet. Tinha já batata doce cozida que tinha sobrado do jantar de ontem e com a ajuda do Cuisine Companion e do meu pequeno grande ajudante bebé (adorou brincar c a massa quantos moldei as bolinhas) fizemos estes pãezinhos em menos de nada. 
Para a próxima vez vou testar a massa para fazer pizza 😍 Deve ficar óptima!




Ingredientes:

1 ovo 
150grs de batata doce descascada, em cubos
70grs de polvilho azedo
50grs de polvilho doce
30grs de linhaça moída (ou teff  ou trigo sarraceno)
2 colheres de sopa de azeite ou óleo de coco
1/2 colher de chá de fermento em pó sem glúten 
sal a gosto

opcional: juntei alho em pó e oregãos





Preparação:

(Com o Cuisine Companion)

Verter 600mls de água na taça. Colocar as batatas no cesto de vapor. Cozinhar no programa a vapor P1, cerca de 20min (ou até estarem cozidas - tempo pode variar um pouco, dependendo do tamanho dos cubos).

Retirar a água da taça, deixar as batatas arrefecerem e secarem cerca de 20min.

Colocar a lâmina de amassar/triturar, juntar as batatas, o ovo, o sal e o azeite e tranformar tudo em puré na velocidade 7, durante 50segundos.


Juntar as farinhas e o fermento e amassar na velocidade 7, durante 2minutos e meio, até obter uma massa homogénea e fácil de moldar.

Retirar a massa e formar pequenas bolas com a mão, tendo em atenção que irão quase duplicar o tamanho após cozinhadas. Se necessário polvilhe com polvilho doce para facilitar a tarefa.

Colocar as bolinhas num tabuleiro, dar um pequeno golpe em cada uma, com uma faca, com cerca de 0,5 mm de profundidade e levar a forno pré-aquecido a 190º durante cerca de 25min ( ou até estarem cozinhadas, pode variar um pouco dependendo do tamanho que conferir às bolinhas)


(Sem Robot)

Cozer as batatas, escorrer a água e deixar as batatas arrefecerem e secarem cerca de 20min.

Amassar bem as batatas com um garfo, juntar o ovo, o sal e o azeite e tranformar tudo num puré homogéneo. 


Juntar as farinhas e o fermento e misturar muito bem, ate obter uma massa fácil de moldar.

Retirar a massa e formar pequenas bolas com a mão, tendo em atenção que irão quase duplicar o tamanho após cozinhadas. Se necessário polvilhe com polvilho doce para facilitar a tarefa.

Colocar as bolinhas num tabuleiro, dar um pequeno golpe em cada uma, com uma faca, com cerca de 0,5 mm de profundidade e levar a forno pré-aquecido a 190º durante cerca de 25min ( ou até estarem cozinhadas, pode variar um pouco dependendo do tamanho que conferir às bolinhas)


quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Caril de Peixe


Caril é um dos meus pratos preferidos, não interessa de quê, interessa é que seja caril. lol Tanto é, que este já é o 3º caril que partilho aqui no blogue( Caril de Lulas  e Caril de Frango).
Adoro comida com aquele toque meio oriental/exótico. Tenho uma pequena grande  "colecção" de especiarias na cozinha, frascos, frasquinhos, saquetas, caixinhas 😅 Acho que têm o poder de "abrilhantar" até a comida mais simples e básica e torná-la num maravilhoso boom de sabores. 
Curiosamente nunca comi caril sem ser feito cá em casa, por mim, a receita que faço, já há anos, é uma mistura de algumas receitas que vi na tv com outras online e desde aí tenho feito mais ou menos dentro destes contornos. Provavelmente um dia provo um "à seria" e os meus nunca mais me vão saber à mesma coisa lol

Hoje fiz um caril simples com peixe, não usei malagueta por causa do meu filho e aligeirei um pouco nas especiarias( tem 25 meses). Contudo não vejo problema algum em usar especiarias na comida dos miúdos ( sem exageros obviamente).
Por falar em filho, o meu "ajudante" agora tem uma tarefa que adora: preparo os ingredientes todos e coloco em tupperwares, ele em seguida identifica-os ( quando ainda não conhece aproveito para ensinar) e vai colocando, cada um, dentro da panela ( fora do lume, ou desligada no caso do Cuisine Companion). Fica super feliz! Quando o pai chega começa logo a (tentar) explicar que foi ele que fez o almoço.😅😍 Foi uma maneira gira e educativa que encontrei para conseguir cozinhar sem o ter sempre "à perna" 😝

O meu caril acompanhei com alface iceberg, o do marido com arroz biológico e o do filho com 50%"arroz" de couve flor e 50% arroz biológico (misturei os dois).






Ingredientes:

400grs de Peixe Branco sem espinhas em cubos (pescada, tamboril etc) 
200grs de camarão médio 
400mls de leite de coco
2 tomate grandes maduros sem pele e grainhas 
1 cebola grande
1 dente de alho 
3 colheres de sopa de azeite ou óleo de coco
2 colheres de sopa de vinho Branco
1 colher de sopa bem cheia de Caril
1/2 malagueta ou a gosto 
Sumo de meia lima
Meio raminho de coentros picados
Sal e pimenta q.b





Preparação:

(No Cuisine Companion)

Temperar o Peixe com sal e pimenta. 

Escaldar o Peixe e os camarões, no programa P1, cozedura lenta (130oC), durante 5minutos. Retirar e reservar 50mls da água. 

Limpar a taça.

Colocar a lâmina picadora na taça, colocar a cebola em bocados, o alho e o tomate. Picar na velocidade 11, durante 20 segundos.

Trocar a lâmina picadora pelo acessório misturador. Juntar o óleo de coco
Programa P1 de cozedura lenta (130o) durante 10min.

Destapar e juntar o leite de coco, o vinho, as especiarias, o Peixe em cubos e o sumo da lima. Liguar novamente o programa P1 de cozedura lenta (130o), durante 15 min. 

Destapar e juntar o camarão e os coentros picados. Tapar 5 min para o camarão acabar de cozer só com o calor do molho.

Servir.


(Sem Robot)


Temperar o Peixe com sal e pimenta. 

Dar uma breve fervura no peixe e nos camarões, durante 5 minutos. Retirar e reservar 50mls da água. 

Picar grosseiramente a cebola, alho e tomate. Colocar numa panela juntamente com o óleo de coco. Deixar cozinhar com o lume no mínimo cerca de 15min. Triturar com a varinha mágica.

Juntar o leite de coco, o vinho, as especiarias, o peixe em cubos e o sumo da lima. Cozer, com o lume no mínimo, durante cerca de 15 min. 

Destapar e juntar o camarão e os coentros picados. Tapar 5 min para o camarão acabar de cozer só com o calor do molho.

Servir.


Ver também Caril de Lula  e Caril de Frango

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Pão Alentejano Paleo da Argas - Versão Mamã Paleo

A receita original (e genial 😝) deste Pão Alentejano Paleo é da Márcia dos Temperos da Argas. Costumo fazer pão uma vez por semana para o meu marido e filho, corto em fatias, congelo e dura a semana toda. Normalmente para eles, uma semana faço o Pão Maravilha, na outra faço o Alentejano Paleo, ou, volta e meia, alguma invenção. Eu, é raro comer pão, o que não deixa de ser curioso, porque era coisa que comia tooooodos os dias e adorava, bem... na verdade ainda sinto saudades daquele pãozinho alentejano (com trigo 😩) ainda quentinho com as côdeas estaladiças 😭, mas não podendo comer esse. o resto dispenso. Quando ocasionalmente, me apetece pão, opto por pão low carb, normalmente um destes dois: Pao Fofo Low Carb ou Pão de Sanduiche.

Bem mas dizia eu que volta e meia faço o pão da Márcia e sendo a receita original para um pão mais pequeno que não durava a semana toda, costumo fazer a receita a dobrar. Contudo um dia por lapso em vez de 420grs de polvilho só meti metade lol, quando me apercebi já ele estava no forno 😅, pensei: pronto um pão para o lixo! Nada disso ficou muito bom e com uma consistência menos borrachuda (normal do polvilho).
Resumindo: a minha cabeça de vento acabou por fazer o mesmo pão mas com menos hidratos e mais fibra o que é sempre uma mais valia :D Desde esse dia, sempre que faço o pão da Márcia, faço-o com estas alterações:


Ingredientes:

200 grs de polvilho doce
140 grs de sementes de girassol moídas
130 grs de linhaça moída (pode ser dourada, castanha ou mistura das duas)
80 grs de trigo sarraceno
450mls de água
22 grsde levedura em pó para pão
3 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de sementes várias (sésamo, linhaça, girassol) - Opcional
Sal q.b




Preparação:

Misturar bem as farinhas, as sementes, o sal e a levedura. Juntar os líquidos e mexer muito bem.
Tapar o recipiente com a massa e deixar levedar 40min.



Colocar na forma de 25cms e levar ao forno pré-aquecido a 180o durante 50min.
Desenformar e deixar arrefecer 1hora (no mínimo)  antes de cortar.

Para dúvidas consultem o passo-a-passo da Argas :)






sábado, 7 de outubro de 2017

Waffles LowCarb de Amêndoa e Coco

Bom dia! Waffles low carb, deliciosas 😍...tão doces que o meu filho chamou-lhes pão 😂😂 (n meti nada para adoçar)

Reformei a máquina de waffles, primeiro porque eu não atino com aquilo lol era sempre uma incógnita saber se iam sair bem ou se lá iam pegar outra vez 😓😂😖 e segundo: o revestimento antiaderente deixava-me de pé atrás, ganhou uns riscos e encostei-a às boxes. Lol 😩
Acabei por adquirir na Sweet Selection umas formas (100% platinum silicone, livre de BPA's) para o forno, 10/15min e estão prontas 😍



Ingredientes:
(para 4 waffles)

4 ovos médios
30 grs de farinha de amêndoa
20 grs de farinha de coco
10 grs de linhaça dourada moída
10 grs de coco ralado
4 colheres de sopa de azeite ev ou óleo de coco
4 colheres de sopa de leite de amêndoa ou coco
1 colher de chá de fermento sem glúten

opcional:
raspa de limão ou laranja
canela
amêndoa picada
xilitol
mel (não é uma opção low carb)



Preparação:
Misturar bem as farinhas. Bater os ovos com o leite e o azeite, juntar as farinhas e o fermento.
(Pode até usar a varinha mágica.) Untar as formas ( caso seja necessário), verter o preparado e levar ao forno a 200º até ficarem douradas ( cerca de 10/15min). Virar as waffles, deixar mais 5min e estão prontas. :)





quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Pão LowCarb de Frigideira em 5 minutos

Bom dia! Bom feriado a quem está por Portugal :)

Uma mamã, pediu-me na página, para a ajudar com receitas low carb para a filha, um dos pedidos foi um pão lowcarb que fosse simples e rápido de fazer. Meti mãos à obra e fiz este pãozinho delicioso.

Acho tão versátil que julgo que até deve ficar bom como pão de hambúrguer. :)

Espero que gostem 💓




Receita:

1 ovo (médio)
1 colher de sopa rasa de farinha de amêndoa
1 colher de sopa rasa de linhaça moída
1 colher de chá rasa de farinha de coco ou de sementes de girassol em farinha
1 colher de café de fermento sem glúten para bolos
Fio de azeite
Pitada de sal

Preparação:

Misturar bem todas as farinhas e o fermento. Juntar o ovo batido, o fio de azeite e a pitada de sal.
Deve ficar uma massa mais para o espesso, se estiver muito liquida ( pode variar um pouco dependendo do tamanho do ovo) junte mais um pouco de uma das farinhas.

Aqueça uma frigideira, ligeiramente untada com óleo de coco ou azeite. Com a frigideira na bica mais pequena e lume no mínimo, coloque a massa com cerca de 1 cm de altura ( se quiser um pão mais fofo e alto altere para 1,5cm) decore com sementes (opcional) e tape com uma tampa, deixe cozinhar cerca de 1 a 2 minutos. Destape e vire o pão, deixe cozinhar mais 30segundos e retire da frigideira.

Corte em 2 na horizontal e está pronto a usar :)


quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Chips Perfeitas e Crocantes

Ahh batatas fritas, finas, estaladiças, saborosas, iguais às dos pacotes... iguais não! Melhores ("limpinhas")! Feitas em casa, só com batatas a sério,  no forno ou em óleo de coco. 😍
As batatas fritas "habituais" a que nos acostumamos, quer de pacote quer fritas em casa, são regra geral, feitas com óleo vegetal, nada saudável, ao contrário do que muitos nos querem fazer querer.  Na verdade são altamente inflamatórios para o nosso organismo e chegam a ser até tóxicos (saiba mais aqui).
Cá em casa fazemos chips de mandioca, batata doce ou batata branca (biológica do meu sogro). Depois de algumas experiências cheguei aos chips perfeitos (pelo menos eu acho lol)








Pontos importantísssssimos:

- as rodelas devem ser UNIFORMES, todas com a mesma espessura. Se não forem começam a queimar de um lado e ficam cruas do outro.

- batata doce e batata branca devem ser cortadas COM casca

- demolhar em água gelada primeiro ou até levar ao congelador uns 15 min no mínimo

- escorrer a água e salgar ANTES de fritar ou levar ao forno, com sal marinho grosso 

- no forno: ter um tabuleiro perfurado faz toda a diferença - tenho este da Sweet Selection

- na frigideira: o óleo de coco (ou azeite caso usem para frituras) deve estar quente (se estiver só morno cozem e ficam moles)


ou seja:

FRITAS:

1º laminar as batatas com casaca de modo uniforme (usei a mandolina V3 da Borner , corte mais fino)




2º colocar em água gelada cerca de 10min

3º escorrer e colocar um pouco de sal marinho grosso

4o colocar óleo de coco na frigideira (ou azeite caso usem para fritar), deixar aquecer

5º colocar as rodelas uma a uma, separadas, o mais rapidamente que conseguir

6º quando começarem a ficar douradas, virar uma a uma rápidamente

7º retirar e colocar em papel absorvente para retirar algum excesso de gordura 





NO FORNO:

1º laminar as batatas com casca de modo uniforme (usei a mandolina V3 da Borner , corte mais fino)

2º colocar em água gelada cerca de 10min

3º escorrer e colocar um pouco de sal marinho grosso

4º dispor as batatas uma a uma no tabuleiro perfurado





5º (opcional) para um efeito extra crocante borrifar ligeiramente com oleo de coco ou azeite

6º (opcional) temperar com paperika, ervas finas , pimenta etc 

7º levar ao forno a 200º cerca de 15/20 min (pode depender conforme o tipo de tabuleiro que usem)

8º virar e deixar dourar

9º retirar e deixar arrefecer um pouco - ao arrefecerem tornam-se mais duras 


E voilà! Chips super crocantes!





Popular Posts