segunda-feira, 24 de julho de 2017

Base Pizza Crocante

Realmente bons ingredientes fazem toda a diferença numa receita, mas os utensílios que utilizamos também são muito importantes e hoje pude comprovar, isso mesmo, uma vez mais.
Há já algum tempo que ando, lentamente, a substituir as minhas forma, panelas, frigideiras etc etc, por outras de materiais não tóxicos. Dei prioridade às "loiças e tachos" do baby, mas agora a pouco e pouco tenho indo trocando o que posso.
Neste caso nem foi troca, eu antes fazia a pizza no tabuleiro do forno e usava uma folha de papel vegetal, tive para comprar uma forma anti-aderente especial para pizzas mas ainda bem que não o fiz, caso contrário, agora, também estaria na minha lista de "utensílios de cozinha a substituir".
Descobri a Sweet Selection uma loja online fantástica,  com formas e outros produtos de marcas excelentes como a NordicWare e a Lékué, e a forma para pizzas extra crocantes deles é Maravilhosa! Ainda duvidei, mas mal cortei a primeira fatia, rendi-me 😍 A base que faço já era fofa por dentro e crocante por fora, mas desta vez ficou ainda melhor, nada atrás das bases de pizza com glúten :) até o baby gostou ❤






Ingredientes:

NOTA: não fica a saber a coco

1 chávena de polvilho doce
1/3 de chávena de polvilho azedo
1 chávena de resíduo de coco (o que sobra após fazermos Leite de coco)
3 colheres de sopa de azeite
1 chávena de água quente
1 colher de chá de fermento para bolo sem gluten
2 colheres de sopa de farinha de mandioca
Sal e alho em pó a gosto
Mm
Preparação:

Misturar os ingredientes todos até obter uma massa fácil de moldar (pode ter que ajustar quantidade de água)

Estender a massa (pode fazê-lo directamente na forma ou tabuleiro)

Levar ao forno 15min a 200o. (Caso não tenha esta forma vire a base com a parte de baixo para cima antes de colocar os outros ingredientes)

Coloque os ingredientes por cima e leve mais 15/20 min ao forno a 200o e está pronta :)

A forma que usei:




sexta-feira, 21 de julho de 2017

Tarte de Ameixa

Este ano ofereceram-me tannnnntas ameixas que parecia que quanto mais comíamos mais ameixas tínhamos em casa lol  Esta semana, reparei que tinha umas a ficarem demasiado maduras e resolvi fazer uma tarte de ameixa. Nunca tinha feito e não sabia bem se a ideia que tinha em mente iria resultar, mas foi aprovada pelo membros cá de casa :)
Não adicionei qualquer tipo de açucares porque as ameixas maduras já são bastante doces, de qualquer forma caso achem necessário podem juntar tâmaras, mel ou açúcar de coco para a deixar mais adocicada.



Ingredientes:

Base:

100 grs de farinha de coco
80 grs de farinha de amêndoa
50 grs de fubá de mandioca ou teff
90 grs de banha de porco preto ou óleo de coco (caso usem lacticínios podem usar manteiga)
1 ovo
pitada de sal

Recheio:

650 grs de ameixas bem maduras (sem caroço )
180 grs de leite de coco ( usar a parte mais espessa da lata) usei da Origens Bio
2 ovos
1 colher de sopa de canela em pó (ou a gosto)
1 colher de sopa de vinho do porto (opcional)
1 colher de chá de fermento sem glúten
pitada de sal
amêndoa palitada para decorar

( podem adoçar com tâmaras, mel, xylitol ou açúcar de coco por exemplo)



Preparação:

Base:

Misture bem as farinhas e junte a banha de porco, amasse muito bem. Junte o ovo batido e amasse ate obter uma massa maleável. Estenda a massa e forre a tarteira.
Caso não consiga estender a massa, forre a tarteira com bocados de massa, vá esticando com os dedos e tentando criar uma base uniforme ( utilize água ou azeite nos dedos para facilitar a tarefa).
Leve ao forno a 180º cerca de 15min.
Retire do forno e reserve.

Recheio:

Triture todos os ingredientes ate obter uma mistura homogênea, verta sobre a base da tarte e decore com amêndoa palitada ( ou outro tipo de frutos secos da sua preferência )
Leve a tarte ao forno, a 180º cerca de 35/40 minutos ( tempo pode variar conforme o tipo de forno e material da tarteira)

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Torta de Cacau e Alfarroba

Há dias apercebi-me que no natal passado deixei imensas receitas por partilhar, apenas coloquei as fotos na página do facebook e no Instagram... mas receita nickles 😝
Foram dias complicados, quis fazer a ceia de natal totalmente paleo (fora o pão que alguns convidados trouxeram para comer 😒😂) e andei atolada em tachos durante dois dias! Curiosamente foi o primeiro ano em que depois do natal e ano novo, não só não tinha engordado com até tinha perdido 1kg 😁

Na verdade esta torta foi inspirada na minhas Panquecas de Alfarroba e Cacau  :p



Ingredientes:

6 ovos médios
6 colheres de sopa de farinha de alfarroba
250ml de leite de amêndoa
10 colheres de sopa de farinha de amêndoa
2 colheres de sopa de polvilho doce
4 colheres de sopa de cacau puro ( uso da Iswari - com o código "mama_paleo" tem 10% de desconto nas suas compras online)
2 colheres de sopa de óleo de coco (usei da Origens Bio)
fermento sem glúten

opcional : 4 tâmaras, ou açúcar de coco ou mel

Preparação:

Bata as claras em castelo e reserve.
Misture todos os ingredientes até obter uma massa homogênea.
Adicione as claras e envolva lentamente sem as quebrar.
Utilize uma forma de silicone própria para tortas ou forre um tabuleiro com papel vegetal. Despeje o preparado na forma e deixe cozer cerca de 25min a 180o.
Eu fiz 3 tortas mais pequenas com o preparado. (cada serve 2 pessoas)
O recheio... lamento desiludir-vos mas são simplesmente Framboesas transformadas em puré, acho que o sabor natural das Framboesas contrasta muito bem com o cacau e alfarroba. Mas podem fazer uma compota de framboesa :)
Caso consumam lacticínios também fica muito bem com uma mistura de mascarpone e frutos secos picados e ligeiramente torrados e/ou ou fruta fresca picada. Ou podem trocar o mascarpone por natas de coco :)


Ver também: Delicia Algarvia  e Muffins de Alfarroba ou Cacau e Bolo Fofo de Cacau e Alfarroba

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Courgette Recheada

No verão, tenho sempre imensos courgettes biológicos cá em casa, costumo saltear, grelhar, fazer salada, sopa, etc mas nunca tinha feito recheados e hoje lembrei-me que talvez fosse uma alternativa gira e apetitosa 😁

Ficaram muiiito boas, o exterior ligeiramente al-dente a contrastar com o recheio tenro e a "capa" de "queijo" de amêndoa gratinado por cima.

A carne do Solar da Giesteira é de facto maravilhosa, muito suculenta e tenra. Torna qq prato Ainda melhor ( não só pelo sabor mas acima de tudo pela qualidade )

Vou sem dúvida voltar a fazer, até o baby gostou ❤



Ingredientes:

2 courgettes médias
Cerca de 300grs de carne picada ( usei do Solar da Giesteira )
4 cogumelos médios picados
1/4 de uma cebola pequena picada
1 cenoura pequena cozida al dente e picada
1/2 tomate picado e escorrido
1 dente de alho picado
1 ovo
Sal e pimenta
1 colher de chá de farinha de mandioca ou de amêndoa
"Queijo" de amêndoa (usei da Yogan) - ou queijo ralado caso usem lacticínios
Sementes de sésamo

(Opcional: cá em casa é raro usarmos enchidos ou carnes frias mas acredito que deve ficar muito bom com um pouco de bacon picado e/ou chouriça)

Claro que podem trocar estes vegetais e meter outros da vossa preferência :)





Preparação:

Tempere a carne com sal e pimenta junte o alho e deixe repousar uns minutos.
Corte a courgette ao meio e retire o interior (remova sementes e pique a polpa para juntar também à carne)
Pique os vegetais (usei a V3 da Borner). Envolva todos vegetais, a farinha e o ovo batido na carne.
Com o preparado recheei os courgettes, polvilhe com "queijo" e oregãos.
Coloque um fio de azeite num pirex e os courgettes por cima (se tombarem dê um pequeno corte na horizontal na casca p ficar com uma base plana)
Leve a forno pré-aquecido a 200o cerca de 20 min e no final meta a gratinar 5 minutos (tempo pode variar conforme o tamanho da courgette)

Sugestão: Acompanhe com salada e/ou "Arroz" de Couve-flor




quarta-feira, 12 de julho de 2017

Muffins de Cenoura

Sim, outra vez muffins lol Estes já tinha feito há algum tempo, mas esqueci-me completamente a partilhar. Então ontem repliquei a receita, sem chocolate para o baby e com chocolate para os crescidos.
Estes são super simples, sem farinhas "estranhas" lol e podem ser uma opção gira para os lanches dos mais pequenos



Ingredientes:

60 grs de cenoura crua (também podem usar cozida MUITO bem escorrida) em rodelas
3 ovos médios
3 tâmaras ( se a cenoura for muito doce metam apenas 2 tâmaras)
1 colher de chá de óleo de coco (usei da marca Origens Bio)
20grs de farinha de amêndoa
20grs de coco ralado
1/2 colher de chá de fermento para bolos sem glúten
Canela a gosto

opcional: juntar nozes e/ou amêndoas moídas

Cobertura de chocolate:
1 colher de sopa de leite de coco (usei da marca Origens Bio)
3 quadrados de chocolate 92% cacau ( usei da Vivani)
1 colher de chá de óleo de coco (usei da marca Origens Bio)



Preparação:

Colocar todos os ingredientes num blender e bater até obter uma mistura homogénea (podem utilizar a varinha mágica - foi como eu fiz). Juntar os frutos secos picados e envolver bem.

Untar as formas de silicone (se necessário), verter a massa e levar a forno pré-aquecido a 180º cerca de 15min ( tempo pode variar de acordo com o tipo de material das formas e tamanho dado aos muffins)


Ver também: Muffins de Laranja , Muffins de Coco e Banana e Muffins de Noz e Tarte de Cenoura e Coco


terça-feira, 11 de julho de 2017

Empadas e Empanadas de Carne

carne estufada do almoço lembrou-me o recheio das empadas caseiras que a minha mãe costumava fazer, eram fabulosas! Resolvi então tentar "paleolizar" a receita dela 😝
A massa ficou muito tenra e saborosa e o recheio maravilhoso!
São uma ideia gira, para levar para a praia, para um pic-nic ou lanche dos mais pequenos :)
Espero que gostem ❤


Ingredientes:

Massa:
60grs de banha de porco preto caseira ( caso usem lacticínios podem usar manteiga)
60 grs de polvilho azedo ( ou doce)
50 grs de farinha de amêndoa (ou linhaça ou coco)
40 grs de farinha teff (usei da Ox Nature (ou trigo sarraceno)
30 grs de fubá de mandioca ( ou aveia sem contaminação de glúten)
1 ovo
2 colheres de agua fria/ou "leite" frio de amêndoa ( poderá ter que juntar um pouco mais - ou menos)
1 colher de sopa de psyllium husk em pó ( opcional )
1/2 colher de café de fermento sem glúten
pitada de sal

Recheio:
300grs de carne estufada ( do Solar da Giesteira )
50grs de cogumelos picados
40 grs de puré de batata doce
4 colheres de sopa do caldo da carne estufada
pitada de noz moscada
Opcional: caso utilizem enchidos e fumados podem juntar um pouco de bacon e/ou chouriça picados
Crianças: aproveite para juntar vários legumes picados e enriquecer o recheio ;)




Preparação:

Misture bem as farinhas, o psyllium, o sal e o fermento. Junte a banha e amasse com os dedos ( ou num robot). De seguida junte o ovo e a àgua ate obter uma massa moldável, fácil de trabalhar.

Com a ajuda de um rolo de cozinha, estenda a massa e forre as formas com uma "folha" fina de massa. Ou caso sejam empanadas, faça círculos de massa para rechear em seguida.

O recheio:

Misture nem todos os ingredientes, o recheio deve ficar com uma consistência mais para o espessa e pouco ou nada aguada.

Recheie as empadas ou empanadas e feche.

Pincele com gema de ovo e leve ao forno cerca de 20 min a 180º ( tempo pode variar dependendo do tipo de forma utilizada e tamanho das empadas.



Carne Estufada - Cozedura Lenta




Sim, eu sou "um bocadinho" esquisita com a comida. especialmente com a que dou ao meu filho. Gosto e acho importante que o peixe e marisco sejam selvagens, que as frutas e legumes sejam preferencialmente biológicas ou de pequenos agricultores locais e da época, que os ovos sejam caseiros de galinhas  criadas ao ar livre e alimentadas maioritariamente com verduras, ou então compro no supermercado ovos biológicos ou de galinhas criadas ao ar livre; carne de produção extensiva, animais criados ao ar livre com uma alimentação o mais natural possivel. Ok, claro que isto nem sempre é possível, mas tento que assim o seja sempre que posso. Quando, no site do Solar da Giesteira, li isto: "Quando dizemos carne completamente natural, significa que está isenta de hormonas, antibióticos e conservantes, sendo por isso uma carne extraordinariamente saudável, nutritiva e da máxima confiança." os meus olhos até brilharam 😍

De facto a carne do Solar da Giesteira, para mim, é sem dúvida uma das melhores carnes do país (se não mesmo a melhor) tanto em termos de qualidade como de sabor! Para além disso, são super profissionais e atenciosos e isso  faz toda a diferença 😊

Ora, a maravilhosa carne do Solar,  merece ser confeccionada na slow cooker,  dessa forma, a cozedura a baixa temperatura vai realçar ainda mais o seu sabor e mais importante ainda: vai  manter a sua qualidade nutricional. 

Bom deixemo-nos de conversa e vamos então à receita propriamente dita :p


                                               Receita das chips crocantes no forno aqui






Ingredientes:

1kg de chambão ou agulha ( usei do Solar da Giesteira )
1 cebola grande
2 colheres de sopa de vinho tinto ou branco
1/2 tomate maduro pequeno
1 cenoura grande
5 dentes de alho 
1/2 folha de louro
2 colheres de sopa pimentão doce
1 colher de sopa (generosa) de banha de porco preto
1 cravinho
3 bolas de pimenta da Jamaica 
sal e pimenta a gosto 
Opcional: 2 colheres de sopa de vinho do porto




Preparação: 

Coloque a cebola em rodelas grossas, o tomate picado, os dentes de alho e a cenoura em palitos ou rodelas no fundo da panela. Por cima, meta a carne e todos os temperos.
Deixe cozinhar cerca de 12 horas ( caso esteja rija deixe mais tempo)
Retire a carne e com a varinha mágica triture o liquido, algumas cenoura e cebola ( se necessário leve um pouco ao lume para engrossar ainda mais)
Sirva a carne e regue com o molho.
Acompanhe com salada ou "Arroz" de couve-flor, ou chips crocantes no forno, ou esparguete de trigo sarraceno ou de courgette, por exemplo.



segunda-feira, 10 de julho de 2017

Muffins de Maçã e Canela

Hoje madruguei e resolvi presentear os meus dois amores com uns Muffins bem fofinhos de maçã e canela. Fi-los sem adição de açúcar, para o meu bebé também poder comer.
Confesso que nunca fui grande fã de "maçã e canela" sempre achei um pouco enjoativo, mas estes Muffins ficaram deliciosos.




Ingredientes:

3 ovos
2 tâmaras
1 maçã pequena em pedaços
1 colher de sopa de manteiga de amêndoa (usei da Nutural )
2 colheres de sopa de farinha de amêndoa
2 colheres de sopa de fubá de mandioca (ou uma de aveia sem contaminação de glúten)
1 colher de sopa de Teff (ou farinha de coco)
Canela a gosto
2 colheres de sopa de óleo de coco (usei da Origens Bio )
1/2 colher de chá de fermento sem glúten para bolos ou uma pitada de bicarbonato de sódio
Opcional: Nozes e/ou amêndoas picadas (usei nozes)





Preparação:

Coloque todos os ingredientes (menos as nozes/amêndoas picadas) numa liquidificadora e bata até obter uma mistura homogênea. Pode também utilizar a varinha mágica.
Junte-as nozes/amêndoas à massa e mexa bem.
Caso seja necessário, unte a forma de silicone com óleo de coco ou azeite. Verta a massa e leve a forno pré-aquecido a 180 graus cerca de 15min (tempo pode variar um pouco dependendo do tipo de material das formas e do tamanho dos Muffins)


Ver também: Muffins de Noz

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Panqueca Rica de Banana e Amêndoa

Ultimamente estas têm sido as panquecas preferidas do meu bebé. Não têm adição de açúcares e o facto de usar manteiga de amêndoa com pedaços dá-lhe uma consistência muito boa, gosto de encontrar os pedacinhos de amêndoa quando as como e tenho a sensação que ele também 😝
Ah e também são um bom aliado para aquelas alturas do mês em que nos apetece algo doce mas rápido e não muito pecaminoso 😝





Ingredientes:
3 ovos
1 Banana pequena madura
1 colher de chá de óleo de coco
2 colheres de sopa (generosas 😝) de manteiga de amêndoa com pedaços - usei a da Nutural
1 colher de sopa de farina de amêndoa ou coco ou linhaça (usei metade amêndoa metade linhaça)
1 colher de café de fermento para bolos sem glúten ou uma pitada de bicarbonato de sódio
Canela a gosto

Preparação: 

Esmague bem a banana, junte os restantes ingredientes e mexa bem.
Coloque cerca de 2 a 3 colheres de sopa de massa, numa frigideira antiaderente já quente (caso seja necessário unte previamente com óleo de coco ou azeite.
Tape e deixe cozinhar, no mínimo, cerca de 2 minutos. Vire a panqueca e deixe mais 30 segundos




Popular Posts